Parceria

27 de dezembro de 2013

AMOR BANDIDO (Mud, 2012)

A perda da inocência, encarar o fato de que aquele 'conto de fadas' não era exatamente real, é sempre difícil de ser encarado, mas é preciso vê-lo de frente para poder então abrir novos rumos na vida. No seu filme anterior (O Abrigo), o diretor Jeff Nichols usava a possível catástrofe natural como uma espécie de metáfora sobre a crise econômica que se alastrou nos EUA. Aqui, ele usa a foz que deságua no imenso Mississípi, como uma espécie de símbolo com relação a nossa própria vida, que é cheia de possibilidades, infinitos lugares que ainda pode-se ir, mesmo quando a vida lhe decepciona e lhe desencoraja a navegá-la.

Na trama, Ellis (Tye Sheridan) vive um garoto que, durante um passeio de barco, conhece Mud (Matthew McConaughey), um foragido da justiça que tenta se reunir com sua amada, Juniper (Reese Witherspoon). Ellis resolve ajudar o estranho porque, inconscientemente, tenta refazer com Mud e Juniper o amor partido de seus pais que estão se divorciando. Ao mesmo tempo, o jovem enxerga em Mud como uma espécie de exemplo do que ele acredita sobre o amor, mas ao mesmo tempo irá aprender com ele que não é bem assim que as coisas funcionam com relação aos sentimentos.

Embora aparente ser uma trama simples, o filme gradualmente apresenta a transformação de cada um dos personagens, fazendo com que eles amadureçam, tanto nas suas ações, como também da forma como cada um deles enxergava o mundo. Descoberto no filme A Árvore da Vida, Tye Sheridan é sem sombra de dúvida a mais nova promessa do cinema americano. Expressivo e cheio de capacidade, Sheridan nos brinda com um personagem que facilmente nos identificamos, pois, assim como Ellis, a maioria de nós sofreu com o golpe duro da realidade, mas necessário para então sobrevivermos aos desafios mais simples da vida. 
Matthew McConaughey, por sua vez, prova de uma vez por todas que é um ator versátil, fazendo do seu Mud uma pessoa cheia de vida, sonhadora, mas que não escapou das decepções que a vida lhe trouxe, principalmente quando o assunto é amor. Com Ellis, ele enxerga o garoto romântico e cheio de esperança que já foi um dia, mas que será preciso se reerguer e enfrentar sozinho as correntezas de vida e agarrar as novas oportunidades que ela pode trazer. O filme ainda tem as participações excepcionais de Reese Witherspoon, Sam Shepard (de Os Eleitos) e Michael Shannon, que já havia trabalhado com o diretor em O Abrigo sendo o protagonista.

Embora com um final que poderia ir mais além se fosse um pouco mais corajoso, Amor Bandido, é um ótimo filme para aqueles que procuram se identificar com os personagens que, aqui, é uma identificação universal e muito bem-vinda.


Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog