Parceria

17 de abril de 2012

SETE DIAS COM MARILYN (My Week With Marilyn, 2011)

Já imaginou como seria passar uma semana próximo à uma das maiores estrelas do Cinema, de todos os tempos? Por mais fantástico que possa parecer qualquer suposição, a história do filme Sete Dias Com Marilyn é baseada em fatos reais.

A sinopse supõe que o longa seja apenas o relato de Colin Clark sobre os intensos conflitos entre Marilyn Monroe e Sir Laurence Olivier durante as gravações de O Príncipe Encantado (de 1957), na Inglaterra, um filme que, em sua época, não fez muito sucesso. No entanto, o que se vê é a comovente aventura do próprio Colin Clark, que iniciava sua carreira como assistente do diretor, acompanhando a maior diva da sétima arte.

Colin Clark (Eddie Redmayne) é um rapaz de família rica que decide se virar sozinho e tentar carreira no cinema britânico. Apoiado por Sir Laurence Olivier (Kenneth Branagh), um renomado ator e diretor inglês, Clark consegue o trabalho de assistente "faz-tudo" no seu próximo filme que conta com ninguém menos que Marilyn Monroe (Michelle Williams) no elenco.

Enquanto Olivier busca controlar Marilyn com mão-de-ferro, a atriz americana busca fazer seu próprio tempo para entrar na personagem. O conflito entre ambos, durante as filmagens, somado aos dramas existenciais de senhora Norma Jeane Mortenson (esse é o nome verdadeiro da Marilyn), dificulta o trabalho e é aí que entra o jovem Clark. Quando seu marido, o escritor Arthur Miller, resolve voltar para os Estados Unidos e cuidar dos filhos, Marilyn encontra em Clark um amigo para aguentar toda a pressão das gravações. Deslumbrado por estar tão próximo à maior artista que o mundo já conhecera, ele se devota a ela, estando sempre pronto para o que precisasse, a hora que fosse e acabam tendo um romance breve, durante aquela semana, mesmo ela sendo bem mais velha que ele. Amor verdadeiro ou engôdos da paixão? Durante essa semana, muitos corações ficam partidos em um verdadeiro “polígono amoroso”.
O elenco ainda conta com a participação dos ótimos Julia Ormond, Toby Jones, Judi Dench e Emma Watson - todos trabalham muito bem. Obviamente que o destaque é para Michelle Williams que não se parece nada fisicamente com Marilyn Monroe, mas convence durante a exibição fílmica: os trejeitos, o charme e a sensualidade da musa estão presentes em cada cena, bem como a fragilidade de uma mulher que não consegue ter um momento de garota normal. Acredito que foi merecida a sua indicação ao Oscar.
A Marilyn de Michelle e a Monroe original
Apesar de ser mais experiente com trabalhos para TV, a direção de Simon Curtis é firme e intensa. A trilha sonora, entretanto, é fraca, explorando pouco o que foram os áureos anos 50 para a música, o que, para mim, é um elemento de peso para um filme de época. A fotografia é bela e anda bem com a direção de arte. Destaque para o figurino, fiel ao período em que se desenrola a trama.
Sete Dias Com Marilyn estreia dia 27 de abril no Brasil, mas já é possível encontrar algumas versões de alta qualidade para baixar na internet. Uma obra adorável, que mexe com o imaginário popular, principalmente dos homens. Uma ótima opção para se conferir no Cinema. Dê uma olhada abaixo no trailer e mais fotos sobre o filme.


O ensaio de Michelle Williams como Marilyn Monroe
Cena original do filme 'The Prince and the Showgirl', entre Monroe e Olivier  

Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog