Parceria

10 de novembro de 2011

Top 10 Cenas com Músicas de Johnny Cash

Depois que eu descobri que nos créditos finais de Em Busca de Vingança (Colombiana, 2011), toca "Hurt" de Johnny Cash eu já me vendi e vou assistir ao filme.

Enquanto diretores e produtores ficam procurando fórmulas mágicas de aprimorar seus filmes, eles deveriam lembrar de uma coisa que pode torná-los uma obra melhor: coloque uma música de Johnny Cash no meio e a qualidade aumenta imediatamente.

Aqui vai uma seleção das melhores cenas e trailers que me deixaram feliz ao serem conduzidas por uma música do "Homem de Preto".







10º - I've Been Everywhere - O Vôo da Fenix (2004) 

Colocada inspiradamente nos créditos iniciais do filme, I've Been Everywhere dá o tom exato para entendermos a dupla formada por Dennis Quaid e Tyrese Gibson. Acostumados a regiões inóspitas, os experientes pilotos de avião "Já esteveram em todos os lugares" e são apresentados por uma música tão adequada como essa, embarcamos de bom grado em mais uma viagem dele, essa como sabemos fadada a um destino incerto.



9º - I Hung My Head - O Besouro Verde (2011)

Ainda que seja ouvido brevemente quando o personagem principal descobre que seu pai faleceu, a música de Johnny Cash tem o efeito imediato de provocar tristeza, algo essencial nessa comédia veloz que não se permite muito tempo para luto em seu tempo de tela. Como esses sentimentos são invocados veloz e eficientemente pela canção sua utilização aqui é absolutamente indispensável.

 

8º - God's Gonna Cut You Down - True Grit Trailer (2010)


Apesar de não ter sido utilizada como trilha sonora do filme e ter entrado apenas no trailer, Bravura Indômita deve bastante a Johnny Cash. O filme tem apenas três pontos positivos as interpretações de Jeff Bridges, da jovem Hailee Steinfeld e de Barry Pepper. Se considerarmos o resto dele, não passa de um filme mediocre que jamais deveria ter sido indicado ao Oscar de Melhor Filme.

Ao som da músíca poderosa de "Gods Gonna Cut You Down", o trailer dá a impressão de um filme ótimo, mas, infelizmente, não foi o que aconteceu.



7º - Why Me Lord - As Aventuras de Dick and Jane (2005)

Enquanto a maioria das músicas da fase mais madura de Cash são usadas em momentos mais sérios, aqui a canção "Why Me Lord?" dá o tom exato do questionamento e desespero do casal que passa por uma crise financeira terrível. A letra encaixa perfeitamente enquanto Cash canta questionando Deus de o porque isso estar acontecendo justamente com ele...



6º - The Man Comes Around - Madrugada dos Mortos (2004)


Nos créditos iniciais, enquanto o mundo sucumbe aos zumbis que começam uma matança desenfreada, ouvimos Johnny Cash cantar sobre o Apocalypse, mencionando que nem todos serão salvos e que é tarde demais para se arrepender. O clima perfeito no ótimo filme de Zack Snyder.

 


5º - The Beast In Me - Se Beber Não Case 2 (2011)


Apesar de não ser exatamente a versão de Johnny Cash que toca no filme, pode acreditar que ela está aqui por que Cash a tornou famosa.

Quando a "Irmandade de Lobos" está acordando para a sua segunda ressaca desastrosa, "The Beast In Me" toca ao fundo, deixando claro que há algo mais profundo nesses caras do que simplesmente se embebedarem acidentalmente novamente. Como Stu realiza no fim do filme, há uma "fera" dentro deles e é justamente isso que os torna imprevisivelmente hilários.




4º - Folsom Prison Blues - Johnny e June (2005)


Ainda que não seja o próprio Johnny Cash cantando - já que o diretor James Mangold resolveu tomar a elegante decisão de fazer o seu protagonista cantar - o impacto de ouvi-lo cantar pela primeira vez "Folsom Prison Blues" é inegável. Em um momento no qual Cash tinha apenas uma chance de fazer acontecer ou quebrar sua carreira, ele tirou da manga uma letra incrível e cheia de sentimento real. Felizmente a cena do filme de Mangold faz justiça ao legado de Cash. Como o produtor musical tão eloquentemente pergunta a Johnny Cash: "Se você tivesse sido atropelado por um carro e estivesse morrendo ao lado da estrada e tivesse tempo de cantar apenas uma canção, qual canção você cantaria?". Bom, Johnny Cash mostra a ele.




3º - A Satisfied Mind - Kill Bill - Vol.2 (2004)

Quando a Noiva, interpretada por Uma Thurman, está prestes a lançar sua vingança sobre o ex-assassino Bud, o irmão de Bill na obra-prima Kill Bill Vol.2, Bud está sentado tranquilamente em seu trailer e ouvindo "A Satisfied Mind" de Johnny Cash. De alguma forma eu nunca deixo de ver nesse assassino decadente uma nobreza e honestidade que vão diretamente ao encontro da letra de Cash.

"De repente, aconteceu, eu perdi todo o dinheiro, mas eu sou muito mais rico com uma mente satisfeita. Dinheiro não pode comprar de volta sua juventude quando você está velho ou um amigo quando você está só, ou um amor que se acabou."





2º - Solitary Man - O Solteirão (2009)

Durante anos eu sabia que essa cena seria feita:  a vida de um homem solitário sendo ilustrado pela magnífica "Solitary Man" de Johnny Cash. Era só uma questão de tempo até alguém perceber que essa era abertura certa para um filme.

Quando eu vi o trailer para o filme homônimo de Michael Douglas (o título original também é Solitary Man) minhas esperanças cresceram, mas quando eu vi finalmente que a canção de Cash havia sido imortalizada na caminhada de Michael Douglas, eu soube que haviam criado uma cena especial.




1º Highway 61 Revisited e The Man Comes Around - Caçado (2003)

Enquanto o filme perdeu pontos por ser a milésima vez em que Tomy Lee Jones interpreta alguém atrás de um foragido da justiça, o filme é poderoso e tem Johnny Cash iniciando e encerrando a obra. Nos créditos iniciais Cash dá o tom sombrio do filme e narra as frases inicias de Highway 61 Revisited de Bob Dylan:


Oh, Deus disse a Abraão “Mate-me um filho” 
Abraão diz, “Cara, você está de sacanagem comigo” 
Deus diz, “Não”. Abraão diz, “O quê?” 
Deus diz, “Você pode fazer o que quiser Abraão, mas 
Na próxima vez que você me ver chegando 
É melhor correr” 
Bem, Abraão disse 
“Onde você quer esta morte feita?” 
Deus diz, “Lá na Auto-Estrada 61.”


No epílogo com L. T Boham (Tomy Lee Jones) reflete sobre a natureza dos acontecimentos que o levaram a confrontar Aaron Hallam (Benicio Del Toro), enquanto "The Man Comes Around" começa a tocar.



Postar um comentário

Poderá gostar também:

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog