Parceria

25 de maio de 2011

Top 10 Pais Vingadores

Bom, todos nós estamos acostumados a ver filmes dramáticos a respeito do relacionamento entre pais e filhos. Doenças terminais aproximam pais e filhos afastados a muito tempo, mágoas são superadas depois que grandes lições sentimentais são aprendidas e obstáculos que separam duas gerações são removidos através da tenacidade e amor. Mas não é exatamente nesses pais que eu estou interessado, nesse Top 10 vamos nos voltar para os pais que arregaçam as mangas e vão fazer o trabalho sujo. Os pais que empunham escopetas, pistolas, metralhadoras e espadas e vão atrás da segurança de seus filhos, esses sim merecem um Top 10. Então vamos lá, Top 10 filmes com pais vingadores.

10- Thomas Craven - O Fim da Escuridão
Poucos antes de destruir sua carreira com escânda-los pessoais Mel Gibson tentou voltar a ser um nome respeitado atuando sob a direção do competente Martin Campbell. Gibson funciona bem como o pai vingador da filha assassinada em uma trama governamental de altos escalões e o filme é competente ao mostrar a ira de Thomas Craven ao ir atrás dos responsáveis pela morte de sua filha.

9- Jacob Fuller  - Um Drink No Inferno
O pastor interpretado por Harvey Keitel parece um personagem bem pacato no ínicio da história mas isso só dura até seus filhos serem ameaçados por vampiros psicóticos em um bar no México. Daí em diante ele saca sua espingarda em forma de cruz e uma nova admiração do espectador nasce perante esse até então desacreditado ex-pastor.

8- Maximus Decimus Meridius - Gladiador
Desafiar um imperador para vingar a morte de seu filho com certeza garante o lugar de Russel Crowe neste top 10. Um dos melhores filmes de todos os tempos, Gladiador tem um embate que me arrepia até hoje, quando Commodus (interpretado por Joaquim Phoenix) o questiona sobre a sua identidade na arena e Maximus responde: "Meu nome é Maximus Decimus Meridius, comandante dos exércitos do norte, general das Legiões Felix, servo leal do verdadeiro Imperador, Marcus Aurelius. Pai de um filho assassinado, marido de uma esposa assassinada. E terei minha vingança, nesta vida ou na próxima."

7- Harry Tasker - True Lies
Scharzenegger é um mega-espião nessa obra-prima de James Cameron. Funcionário com um emprego tedioso, tido como pacato pela mulher e desobedecido pela filha, mas isso só na superfície. O emprego na verdade é uma fachada para seu papel como espião de uma equipe anti-terrorismo. Quando Harry se envolve com um grupo que planeja uma explosão nuclear dentro do território americano eles acabam sequestrando sua filha e então cabe ao agente resgatá-la. A melhor parte do filme para mim é a expressão que a filha faz quando vê o pai pilotando um caça para salvá-la.

6- Tom Stall - Marcas da Violência
Viggo Mortensen é o icônico pai de familia nesse ótimo filme da fase mais realista de David Cronemberg. Tom Stall tem um trabalho tranquilo em uma cidade mais tranquila ainda, mas tudo muda quando gangsters começam a ameaçar sua familia depois que ele mata dois bandidos que tentavam assaltar seu bar. Quando seu filho é ameaçado, Stall começa uma matança que deixa desde os personagens, até o tom do filme, completamente alterados.

5- John McClane - Duro de Matar 4.0
Uma pena que o personagem mais lembrado de Bruce Willis entre nesse top 10 apenas em seu (até o momento) ultimo episódio. A quarta parte da série é a mais fraca de todas, mas não é nem de longe tão ruim quanto seus equivalentes em outras séries (Indiana Jones e O Reino da Caveira de Cristal, alguém?). Bom, obviamente o pseudo-terrorista interpretado aqui por Timothy Olyphant não leu a primeira regra do livro "Coisas para nunca se fazer" e a primeira delas é: nunca sequestre a filha de John McClane.

4- Chingachgook - O Último dos Moicanos
Um dos poucos não protagonistas dessa lista, o valente índio interpretado por Russel Means é, de fato, o último dos Moicanos, como explica o filme. Ele não chega a roubar o filme da ótima interpretação de Daniel Day-Lewis, mas a sua corrida final para evitar a morte do filho e o duelo mortal com o Magua (Wes Studi) com certeza fazem ele merecer o 4º lugar da lista, sem sombra de dúvida.

3- Geena Davis - Despertar de Um Pesadelo
Bom, quando eu falei "pais", eu quis me referir a entidade paterna, independente de gênero, e é justamente por isso que Geena Davis está aqui. E ela não fica devendo nada a nenhum dos pais na lista. Facadas, explosões, socos e tiros fazem parte do repertório dessa até então dona de casa com amnésia. Obviamente em meio a uma trama governamental alguns terroristas sequestram sua filha e ela tem uma desculpa oficial para mandar tudo pelos ares.

2- John Matrix - Comando para Matar
Quando um grupo de soldados comandados por um ex-ditador exilado, sequestram a filha de Arnold Schwarzenegger, só pode haver um resultado: 105 mortos em um dos filmes mais sanguinários a passar na "Temperatura Máxima"! Determinado a salvar sua filha, quase todos os seus inimigos são mortos e não interessa se ele prometeu matá-los por último ou se são Boinas Verdes ou mesmo se são sósias do Freddie Mercury, nesse filme o destino dos vilões é um só.

1- Bryan Mills - Busca Implacável
Liam Neeson tinha tudo para se dar mal com esse filme. Um roteiro raso, um diretor inexperiente e a produção de Luc Besson (que nos últimos dez anos tem sido uma receita para filmes medíocres). Mas, de alguma forma, tudo deu certo e nesse filme Neeson vai atrás dos sequestradores de sua filha como o imparável Bryan Mills. Entre tiros, torturas e muita pancadaria, Mills ainda é responsável pelo supra-sumo deleite de todo o homem divorciado: mostra que é o herói e prova para sua ex-mulher que ela sempre esteve errada. Quer dizer, quem não quer fazer isso e ainda dar uns tiros em Paris?
Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog