Parceria

2 de março de 2011

MOTHER (Madeo, 2009)

Até onde uma mãe seria capaz de ir para buscar justiça e inocentar o próprio filho?

"Mother" é uma história inteligente e carregada de suspense sobre a jornada desesperada de uma mãe que ama o filho e que não medirá esforços para inocentá-lo e provar que foi acusado injustamente de um crime que não cometeu.

Um jovem com problemas mentais é responsabilizado pelo assassinato de uma adolescente, encontrada morta em uma pequena provícia no interior da Coréia do Sul. Ele afirma que não é o culpado e sua mãe acredita fielmente nele. Mas descobrir o que realmente aconteceu não será tarefa fácil, e a polícia local faz de tudo para conseguir uma confissão rápida e dar o caso como encerrado.

Enquanto o jovem parece destinado a passar o resto da vida atrás das grades, a mãe resolve descobrir a verdade e passa a analisar cuidadosamente os fatos por trás da condenação: os amigos misteriosos do filho, o antepassado da garota morta e possíveis testemunhas que presenciaram aquela noite fatídica em que seu filho chegou bêbado em casa.

Convencida da inocência do seu único filho, a mãe decide usar todos os meios, incluindo a violência, para encontrar o verdadeiro assassino. Ela descobre detalhes reveladores sobre a vida da garota assassinada e colhe depoimentos de outros suspeitos, mesmo sendo incapaz de prever as reviravoltas que a sua investigação irá tomar.



"Mother" é uma história eficiente e que consegue manter o suspense até o último minuto, além de contar com ótimas atuações e uma bela fotografia. O filme recebeu diversos prêmios expressivos ao longo de 2010, e trata-se de mais um bom exemplo acerca da qualidade das produções cinematográficas vindas da Coréia do Sul, como o Cine Sem Frescura já analisou em um post recente. Caso goste desse filme, sugiro outras duas produções igualmente excelentes do mesmo diretor: "Memórias de um Assassino" (2003) e "O Hospedeiro" (2006).



Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog