Parceria

10 de fevereiro de 2011

TOP 10 ROBÔS DO CINEMA

Alguns são engraçados e outros, assutadores. Eles nos fazem rir, sorrir, imaginar, sonhar e se borrar. O mundo nunca esteve tão próximo de eles realmente existirem como foram concebidos pelos seus criadores dos cinemas e, por isso, nossa homenagem hoje é aos melhores Robôs dos Cinemas!

10. JOHNNY FIVE (Short Circuit)
Os fãs de Wall-E que nos perdoem, mas Johnny Five, de Um Robô em Curto Circuito (1 e 2) merece mais estar nesta lista. Apesar de ser uma história diferente, o personagem Wall-E foi inspirado no design de Johnny. Além disso, a história de Johnny é mais divertida: um robô que tem como princípio aprende o máximo. Curioso, ele sai para conhecer a cidade grande e se mete em inúmeras confusões. Sua história chega a ser comovente, mostrando como a natureza humana pode ser mais fria que uma máquina.


9. BISHOP 341-B (Aliens)
Apesar da popularidade de Ash (Ian Holm), o andróide do primeiro Alien, Bishop (Lance Henriksen) se destaca em Alien 2. A bordo da nave Sulaco, Bishop acompanha a Tenente Ripley (Sigourney Weaver) como conselheiro para investigar a perda de contato com os humanos baseados no planeta LV-426. Chegando lá, descobrem que todos foram destroçados pelos alienígenas selvagens e Bishop torna-se impresncindível para a sobrevivência do grupo, principalmente de Ripley.


8. DATA (Star Trek)
Presente na série de televisão e filmes de Jornada Nas Estrelas: Nova Geração, o andróide Data (Brent Spiner), é uma das mais importantes figuras do grupo que tem a nada fácil missão de conquistar (mais) o espaço, a fronteira final. Data é muitas vezes presunçoso, intrometido, lembrando muito os trejeitos do C3P0. A curiosidade de Data e seu interesse em entender as relações humanas nos faz refletir sobre como nos relacionamos. E é o seu empenho em ajudar a equipe da Enterprise que garante um lugar na nossa lista.


7. GORT (The Day the Earth Stood Still)
Apesar do fracasso do remake de 2008, o clássico "O Dia Em Que a Terra Parou" de 1951 é um filme para nós, seres humanos, refeltirmos sobre o que fazemos uns com os outros e com nosso planeta. Gort (Lock Martin em 1951) é o robô controlado pelo alienígena Klaatu (Michael Rennie, em 1951; Keanu Reeves, em 2008) para protegê-lo e, quem sabe, destruir a Terra. O poderio de Gort abriu portas para uma série de filmes B americanos da década de 50 sobre robôs e alienígenas malignos, preferencialmente marcianos (comunistas). Isso garante seu lugar na nossa lista.


6. SONNY (I, Robot)
Após a morte de seu criador, Dr. Miles, o robô Sonny passa a ser investigado pelo o detetive Del Spooner (Will Smith). Se Sonny for culpado, ele teria corrompido as três leis da robótica e, assim, a indústria de robôs, que sustenta boa fatia do mercado em 2035, estaria abalada. Sonny não só demonstra ser um robô diferente dos demais, tomando atitudes que só um ser vivo com sentimentos poderia ter, como faz com que o detetive Spooner revele seu lado menos humano para resolverem o problema.


5. OPTIMUS PRIME (Tranformers)
O grande líder dos autobots (robôs que se transformam em veículos) vem para a Terra para evitar o mesmo destino de seu planeta natal. Não há muito o que comentar, todo mundo queria ter um carro que se transformasse num robô, mas Optimus Prime é magnífico tranformado-se num enorme caminhão. Para os fãs de Tranformers, de todas as épocas, ver Prime nas telonas não tem preço.


4. ROBOCOP (Robocop)
Após ser estraçalhado por uma gangue, o policial Alex Murphy (Peter Weller) sobrevive através de um corpo cibernético e blindado. Em busca de vingança, Robocop também enfrenta outros robôs, mostrando que veio para ser um robô valentão, páreo duro para nosso próximo personagem.


3. T800 (Terminator)
Ele surgiu como vilão do primeiro filme, vira o super-herói do segundo e terceiro, voltando a ser vilão no quarto filme da franquia... O ciborgue T800 (Arnold Scwarzenegger) recém chegado do futuro, precisa encontrar e matar a mãe do líder da resistência humana na guerra contra as máquinas. Após ser destruído, um similar do mesmo modelo T800 é enviado ao passado pela resitência para proteger o líder O'Connor de um modelo mais avançado enviado pelas máquinas ao passado, o T1000. Juntos eles criam um dos mais belos duelos de robôs do Cinema e advinhem quem vence? T800, que leva consigo a marca hasta la vista, baby entrou para a cultura pop, imortalizando Schwarzenegger no personagem, o que lhe rendeu o apelido de Governator, ao ser eleito o representante do Estado da Califórina, nos EUA.


2. R2-D2 (Star Wars)
Apesar da companhia inseparável de C-3P0 (Anthony Daniels) e termos citado-o nesta lista algumas vezes, é preciso que reconhecer que o astro da dupla é o baixinho do R2-D2 (Kenny Baker). Sempre se comunicando através de mensagem criptografada ("bips"), ele é valente, intrometido e mais sábio que seu companheiro de aventura, tendo salvo muitas vezes a família Skywalker de alguns apuros em todos os 6 episódios da saga de George Lucas. É provavelmente o robô mais querido do cinema, mas não poderia tirar 'dela' o primeiro lugar.


1. MASCHINENMENSCH (Metropolis)
A robô (fêmea), concebida no clássico épico de Fritz Lang em 1927 não é apenas o primeiro do tipo a aparecer nos Cinemas. Maschinenmensch (interpretada por Brigitte Helm) é referência até hoje para a criação de diversos outros robôs nos cinemas e projetos na vida real. Personagens como o Homem BiCentenário (Robin Williams) e C3P0 (de Guerra nas Estrelas) foram totalmente inspirados nela, entre outros. É mais uma prova do poder de Metrópolis na história do cinema e da genialidade de Fritz Lang e Walter Mittendorff, responsável pelo design da robô.


Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog