Parceria

14 de fevereiro de 2011

BURLESQUE

O Burlesque Loungue é um clube de dança atolado em dívidas e sua proprietária, Tess (Cher), corre o risco de perdê-lo. Ali (Christina Aguilera) é uma garota com um talento natural de diva que deixa sua cidadezinha no interior para ir atrás do seu grande sonho de se tornar cantora e vai embora para Los Angeles. Assim que chega lá, conhece o Burlesque e aprende que é uma dança sensual, sem fazer striptease.

Ali tenta convencer Tess do seu talento, porém a única chance que ganha é trabalhar como garçonete no clube. Com o passar do tempo, ela aprende todas as coreografias e, um dia, e uma audiência para substituir uma dançarina que ficou grávida, Ali invade o palco para mostrar à Tess e seu assistente Sean (Stanley Tucci) a que veio e começa a dançar no palco de Burlesque.


Ainda não satisfeita, Ali quer inovar os shows para poder mostrar todo o seu potencial como cantora. A oportunidade perfeita aparece quando sua rival, Nikki (Kristen Bell) desliga o som durante uma apresentação e Ali começa a cantar para valer, sem microfones, deixando todos impressionados (convenhamos, as músicas da Christina podem ser ruins, mas não podemos negar que ela canta muito!).


Nesse meio tempo ela vai morar no apartamento de seu colega de trabalho, Jack (Cam Gigandet). Ele tem uma noiva que mora longe e acaba se apaixonando por Ali.

Com as dívida cada vez pior, aparece a oportunidade de vender o Burlesque para o super milionário Marcus (Eric Dane) que, entre seus escusos interesses está o de ficar com Ali. Mais tarde Ali descobre que ele só quer demolir o clube para construir um prédio e é aí mesmo que aparece a salvação para as dívidas do Burlesque e a vitória de Tess.


É um filme que não pretende inovar a linguagem cinematográfica ou mesmo de musicais, mas o filme é super caprichado, repleto de diálogos divertidos, indo do drama ao humor naturalmente. O ponto forte do filme são as músicas, cantadas pela Cher (que além da idade, está ‘inteirassa’ e manda uma mensagem para aqueles que acham que a carreira dela está acabada), e Christina Aguilera, que como dizem no filme: “Como uma pessoa branca consegue cantar desse jeito?”. As coreografias são muito bem feitas, e as dançarinas mandam muito bem.


O filme é todo bonito, um musical com drama e humor que vale a pena ser assistido!

Postar um comentário

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog