Parceria

31 de janeiro de 2011

APOTEOSE (Mario Monicelli)

Mario Monicelli
Com muita honra, o texto de hoje é contribuição do escritor e cinéfilo, meu pai, Gerson Colombo, autor de "Solilóquio e Outras Histórias Curtas". Divirtam-se.

Quase ao final do ano passado, em 29 de novembro, Mario Monicelli suicidou-se em Roma. Aos 95 anos, o cineasta, um dos “maestros” da comédia italiana, arrojou-se pela janela do Hospital San Giovanni, onde estava internado para tratamento de próstata.

Apesar da obra vastíssima, a crítica internacional sempre o colocou num segundo plano, como um inferior a Fellini, Pasolini, Visconti, Bertolucci, Rosselini, Tornatore e até a Roberto Begnini. Uma tremenda injustiça. Desde 1935, quando lançou “I ragazzi della Via Paal”, com Alberto Mondadori, seu trabalho oscilou entre a comédia e o drama. Dirigiu com maestria os melhores da Itália: Vittorio Gassman, Cláudia Cardinale, Totó, Sophia Loren, Mastroianni, entre outros tantos.

Seu drama era sempre denso e a comédia deliciosa. Para ele o riso do povo era uma arma letal. Deixou isso plasmado em 1971 em “A Mortadela”, com a, ainda exuberante, Sophia Loren, interpretando uma bela napolitana barrada no aeroporto de Nova Iorque porque tinha consigo uma mortadela gigantesca, presente para seu noivo; em 1992, com “Parente é Serpente”, com Tommaso Bianco, ele nos mostra o desinteresse das famílias pelos seus velhos e a superficialidade das relações de parentesco. Mas, sua melhor comédia é de 1966, com Vittorio Gassman, “L’Armata Brancaleone” (O incrível exército de Brancaleone), onde um pequeno grupo de vagabundos esfomeados, durante a Idade Média, parte numa aventura para tomar posse de umas terras no sul da Itália, entre encontros e desencontros, duelos bizarros, Monicelli nos dá uma demonstração de resistência tenaz dos pequenos, dos explorados e excluídos.

O seu melhor drama é de 1966 com Mastroianni, “I Compagni” (Os Companheiros), contando a emblemática luta de um intelectual desempregado, o professor Sinigaglia, na sua tentativa de organizar os trabalhadores de uma fábrica de Turim, no final do século XIX, quando a exploração do trabalho operário não encontrava nenhum limite. O filme proibido durante o período militar, representa o papel do intelectual engajado nos problemas de seu tempo e da sua sociedade, que entende que sua voz há de estar à serviço do povo, e não de interesses privados, mesmo que sejam dos gabinetes de governo, portanto, livre para criar como queira. A figura deste intelectual hoje está esvaziada, ele já não se insurge contra a corrente, pois sua arte é patrocinada pelo poder. Apesar de décadas passadas, o discurso é atual.

Monicelli fechou sua última cena num final apoteótico, da janela do quinto andar do hospital salta sobre o abismo que separa a náusea de uma existência medíocre do sentimento de ser realmente livre para viver as próprias escolhas. Só quem perde com sua partida somos nós, os cinéfilos.

Corta! Grazie, maestro, Monicelli!

Texto publicado originalmente no blog de Gerson Colombo.

28 de janeiro de 2011

Estreias: O Amor e outras drogas, Inverno da Alma, Um Lugar Qualquer,...

Boa estréias, um remake e várias opções! Confira!

O AMOR E OUTRAS DROGAS (Love and other drugs, 2011)
Jamie (Jake Gyllenhaal) é um vendedor que trabalha no cruel universo farmacêutico e usa seu charme tanto no trabalho quanto com as mulheres para se dar bem. Enquanto tenta bater o recorde de maior número de vendas, ele cruza seu caminho com Maggie (Anne Hathaway), uma mulher de espírito livre que não quer se prender a ninguém, e ele tem uma surpresa. A evolução no relacionamento deles faz com se encontram sob influência de uma droga: o amor.

Trailer

INVERNO DA ALMA (Winters bone, 2010)
Aos 17 anos de idade, Ree Dolly embarca em uma missão para encontrar seu pai, já que ele usou a casa de sua família como forma de garantir sua liberdade condicional e desapareceu sem deixar vestígios. Confrontada com a possibilidade de perder a casa onde mora com seus irmãos pequenos e precisar voltar para a floresta de Ozark, Ree desafia os códigos e a lei do silêncio arriscando sua vida para salvar sua família. Ela desafia as mentiras, fugas e ameaças oferecidas por seus parentes e, dessa forma, começa a juntar a verdade sobre seu pai.

Trailer

UM LUGAR QUALQUER (Somewhere,2010)
Johnny Marco é um bem sucedido ator de Hollywood que não possui uma reputação das melhores. Hospedado no lendário hotel Chateau Marmont para recuperar-se de um acidente no set de filmagens, ele passa os dias em festas com strippers ou dirigindo sua Ferrari por puro prazer. Porém, o ator tem sua rotina subitamente alterada pela presença de Cleo (Elle Fanning), sua filha de 11 anos, que passa a visitá-lo com certa frequencia. Embora a princípio seja incapaz de dar à menina a atenção que precisa, a progressiva aproximação leva Johnny a reavaliar sua vida.

Trailer

DEIXE-ME ENTRAR (Let me in,2010)
Em 'Deixe-me Entrar', Owen (Kodi Smit-McPhee) é um garoto de 12 anos sempre satirizado pelos garotos de escola e negligenciado por seus pais, que estão a se divorciar. Com tanta solidão, Owen passa os seus dias planejando a vingança e as noites espiando o que acontece na vizinhança. Abby (Chloe Moretz), menina independente que mora com seu silencioso pai (Richard Jenkins), se torna sua única amiga. Frágil como Owen, Abby só aparece a noite, sempre descalça, aparentemente imune à neve do inverno. Owen se identifica e logo fazem relação única. Quando uma série de assassinatos coloca a cidade em alerta, o pai da garota desaparece. Ele não aceita a ajuda de Owen, e seu comportamento bizarro faz o garoto pensar que Abby esconde algum segredo obscuro.

Trailer
CAÇA ÀS BRUXAS (Season of the witch, 2010)
Behmen (Nicolas Cage) é um cavaleiro que, depois de vários anos lutando nas Cruzadas, perdeu algumas batalhas, muitos amigos e até a fé. De volta à sua terra natal, ele encontra uma Europa devastada pela fome e a peste negra. Neste cenário de destruição ele se une a um grupo de guerreiros encarregados de levar uma garota, suspeita de ser bruxa, para um monastério distante. Não leva muito tempo até que o grupo perceber que a jovem possui forças sobrenaturais, e que eles estão prestes a enfrentar um mal além da nossa compreensão.

Trailer

AS AVENTURAS DE SAMMY (Sammy adventures, 2009)
Sammy é uma simpática tartaruga marinha que logo ao nascer se perde de suas centenas de irmãozinhos. E se vê obrigada a desvendar, quase sozinha, as maravilhas e os desafios da vida. Pelo caminho, duas outras tartarugas marcarão definitivamente a trajetória de Sammy: o amigão Roy e a encantadora Shelly. Em sua jornada ela testemunha as consequências do aquecimento global, assim como as principais alterações que a presença do homem está causando em nosso planeta.

Trailer






Estréia também hoje A ÚLTIMA ESTAÇÃO, biografia de León Tolstói.

Trailer
Qual sua escolha? Comente!

27 de janeiro de 2011

TOP 10 FILMES SOBRE DROGAS

"Drogas"! Sempre um assunto polêmico. Algo que destrói o ser humano, famílias, amizades a sociedade... legalizar e controlar ou educar e combater... Enquanto a sociedade global não se resolve, o assunto segue influenciando muitos roteiros para o Cinema... sejam dramas, ações, aventuras e comédias... Confira a nossa lista dos dez melhores filmes sobre drogas:

10) PROFISSÃO DE RISCO (Blow, 2001)
George Jung (Johnny Depp) é o filho de um pequeno empresário falido. Sua família não consegue sustentá-lo e ele sai de casa para morar na California. Lá, conhece o mundo das drogas e resolve ganhar dinheiro vendendo-as. Assim, torna-se um dos primeiros traficantes de drogas nos Estados Unidos e vê seu "empreendimento" crescer vertiginosamente. Ele vai parar na Colômbia, onde ajuda o tráfico de cocaína para Meddelin, enfrenta prisões e estratégias criminosas. Só ganha uma nova razão para viver quando tem uma filha com Mirtha (Penelope Cruz).


9) DIÁRIO DE UM ADOLESCENTE (The Basketball Diaries, 1995)
Adaptação do livro de Jim Carrol, o filme conta sua adolescência problemática. Leonardo DiCaprio está no papel de Jim, um garoto que joga basquete no time da escola, arruma bagunça nas ruas com os amigos e tem suas primeiras experiências com drogas. Ele se vicia e aos poucos seu mundo vai desabando: desmaia durante um jogo, rouba, é expulso de casa pela mãe, se prostitui. Só lhe resta sua poesia, até que um ex-viciado (Ernie Hudson) o ajuda a se recuperar e retomar sua vida.


8) MEDO E DELÍRIO (Fear and Loathing in Las Vegas, 1998)
Enviado para Las Vegas para cobrir o Mint 400, uma corrida de motos no deserto, o jornalista Dr. Thompson (Johnny Depp) e seu advogado (Benicio Del Toro) se encontram numa cidade onde somente drogas poderosas podem fazer com que as coisas sejam ligeiramente normais.


7) BOOGIE NIGHTS (1997)
No final dos anos 70, o jovem Eric Adams (Mark Wahlberg) é descoberto pelo diretor de cinema pornô Jack Horner (Reynolds). Da noite para o dia o garoto vira um astro do gênero e passa a fazer parte de uma verdadeira "família" que existe em torno da produção dos filmes de Jack Horner. Apesar do constante clima de festa, com drogas e música disco, eles também têm seus dramas, como o da atriz veterana Amber Waves (Julianne Moore) que não consegue a guarda de seu filho na justiça, e do próprio diretor, que sonha em fazer arte mas percebe a mediocridade de seu trabalho. O filme acompanha a "ascensão e queda" dessas figuras e o mundo turbulento em que vivem, com humor sarcástico, personagens humanos e complexos.


6) MEU NOME NÃO É JOHNNY (2008)
João Guilherme Estrella (Selton Mello) nasceu em uma família de classe média do Rio de Janeiro. Filho de um diretor do extinto Banco Nacional, ele cresceu no Jardim Botânico e frequentou os melhores colégios, tendo amigos entre as famílias mais influentes da cidade. Carismático e popular, João viveu intensamente os anos 80 e 90. Neste período ele conheceu o universo das drogas, mesmo sem jamais pisar numa favela. Logo tornou-se o maior vendedor de drogas do Rio de Janeiro, sendo preso em 1995. A partir de então passou a frenquentar o cotidiano do sistema carcerário brasileiro.


5) OPERAÇÃO FRANÇA (The French Connection, 1971)
Em Marselha, França, um assassino profissional mata um detetive francês. Paralelamente em Nova York um detetive da polícia e seu parceiro investigam discretamente um pequeno comerciante, que está tendo gastos muito acima da sua renda. Cada vez existem mais indícios que grande parte da renda do investigado é ganha ilegalmente. As investigações acabam chegando à descoberta de que um grande carregamento de droga está para chegar ao EUA. Os dois agentes, Popeye Doyle e Buddy Russo, recebem ordens para trabalhar com os federais Mulderig e Klein. Eles ficam sabendo que o cérebro da operação criminosa esconde 60 quilos de heroína no carro de luxo de um astro de cinema. Entretanto, Doyle e Mulderig têm desavenças, pois uma vez os instintos de Doyle falharam, o que provocou a morte do parceiro. O embate entre os marginais e os agentes da lei, e entre os próprios policiais torna tudo um grande jogo de gato e rato.


4) TRAFFIC (2000)
O submundo das drogas é retratado em três histórias conectadas: Empenhado em acabar com as drogas no país, o juiz da Suprema Corte, Robert Wakefield, descobre que sua filha é viciada em cocaína. Enquanto os agentes Montel Gordon e Ruy Castro interrogam a esposa de um traficante preso, Helena Ayala. No México, um policial honesto descobre que seu chefe não é tão contra as drogas quanto parecia.


3) SCARFACE (1983)
Al Pacino tem uma atuação inesquecível como Tony Montana, um dos mais cruéis gângsteres já descritos pelo cinema. "Scarface", inspirado no clássico de 1932 de mesmo título, retrata a violenta carreira de um refugiado cubano que abre seu caminho a bala até o topo do império da cocaína em Miami, explorando o poder sórdido da droga nos Estados Unidos.


2) TRAINSPOTTING (1996)
O diretor de Cova Rasa baseia-se no livro famoso de Irvine Welsh sobre um grupo de escoceses viciados em drogas. Renton, Spud, Sick Boy, Tommy e Begbie são cinco garotões que vivem num bairro classe média de Edimburgo, mergulhados nas drogas para fugir do cotidiano medíocre. O protagonista é Renton (Ewan McGregor) que tenta se livrar da heroína, mas acaba voltando às drogas por causa dos companheiros. Sem moralismo e falsas mensagens, o filme acompanha a rotina alucinante dos garotos e traça um retrato da geração desesperançada dos anos 90.


1) RÉQUIEM PARA UM SONHO (Requiem for a Dream, 2000)
Uma visão frenética, perturbada e única sobre pessoas que vivem em desespero e ao mesmo tempo cheio de sonhos. Harry Goldfarb (Jared Leto) e Marion Silver (Jennifer Connelly) formam um casal apaixonado, que tem como sonho montar um pequeno negócio e viverem felizes para sempre. Porém, ambos são viciados em heroína, o que faz com que repetidamente Harry penhore a televisão de sua mãe (Ellen Burstyn), para conseguir dinheiro. Já Sara, mãe de Harry, é viciada em assistir programas de TV. Até que um dia recebe um convite para participar do seu show favorito, o "Tappy Tibbons Show", que é transmitido para todo o país. Para poder vestir seu vestido predileto, Sara começa a tomar pílulas de emagrecimento, receitadas por seu médico. Só que, aos poucos, Sara começa a tomar cada vez mais pílulas até se tornar uma viciada no mundo das drogas.

O que você achou dessa seleção? Comente!

26 de janeiro de 2011

INDICADOS AO OSCAR 2011


Ontem, terça-feira, dia 25 de janeiro, a Academia de Cinema Norte-Americana divulgou os indicados ao prêmio máximo da 7ª arte, o Oscar. Abaixo segue a relação de todos os indicados, por categoria, de acordo com o site Oscars.org. A entrega das estatuetas será feita no dia 27 de fevereiro. Infelizmente, provavelmente, vamos depender da narração e comentários do Rubens Ewald Filho ou do José Wilker.

ATOR

Colin Firth – O Discurso do Rei
James Franco – 127 Horas
Javier Bardem – Biutiful
Jeff Bridges – Bravura Indômita
Jesse Eisenberg – A Rede Social



ATOR COADJUVANTE

Christian Bale – O Vencedor
Geoffrey Rush – O Discurso do Rei
Jeremy Renner – Atração Perigosa
John Hawkes – Inverno da Alma
Mark Ruffalo – Minhas Mães e meu Pai


ATRIZ

Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai
Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
Michelle Williams – Blue Valentine
Natalie Portman – Cisne Negro
Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade


ATRIZ COADJUVANTE

Amy Adams – O Vencedor
Hailee Steinfeld – Bravura Indômita
Helena Bonham Carter – O Discurso do Rei
Jacki Weaver – Animal Kingdom
Melissa Leo – O Vencedor



LONGA ANIMADO

Como Treinar o Seu Dragão
O Mágico
Toy Story 3


DIREÇÃO DE ARTE

A Origem
Alice no País das Maravilhas
Bravura Indômita
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
O Discurso do Rei



FOTOGRAFIA

A Origem
A Rede Social
Bravura Indômita
Cisne Negro
O Discurso do Rei



FIGURINO

Alice no País das Maravilhas
Bravura Indômita
I Am Love
O Discurso do Rei
The Tempest


DIRETOR

Darren Aronovsky – Cisne Negro
David Fincher – A Rede Social
David O. Russell – O Vencedor
Joel e Ethan Coen – Bravura Indômita
Tom Hooper – O Discurso do Rei


DOCUMENTÁRIO (LONGA)

Exit Through the Gift Shop
Gasland
Lixo Extraordinário
Restrepo
Trabalho Interno


DOCUMENTÁRIO (CURTA)

Killing in the Name
Poster Girl
Strangers no More
Sun Come Up
The Warriors of Qiugang


MONTAGEM

127 Horas
A Rede Social
Cisne Negro
O Vencedor
O Discurso do Rei


FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Biutiful
Dente Canino
Em um Mundo Melhor
Fora-da-Lei
Incendies


MAQUIAGEM

O Lobisomem
Caminho da Liberdade
Minha Versão para o Amor


TRILHA SONORA

A.R. Rahman – 127 Horas
Alexandre Desplat – O Discurso do Rei
Hans Zimmer – A Origem
John Powell – Como Treinar o seu Dragão
Trent Reznor e Atticus Ross – A Rede Social


CANÇÃO ORIGINAL

“Coming Home” – Country Strong
“I See the Light” – Enrolados
“If I Rise” – 127 Horas
We Belong Together – Toy Story 3


FILME

127 Horas
A Origem
A Rede Social
Bravura Indômita
Cisne Negro
Inverno da Alma
Minhas Mães e meu Pai
O Discurso do Rei
O Vencedor
Toy Story 3


CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Day & Night
Let’s Pollute
Madagascar, Carnet de Voyage
The Gruffalo
The Lost Thing


CURTA-METRAGEM

God of Love
Na Wewe
The Confession
The Crush
Wish 143


EDIÇÃO DE SOM

A Origem
Bravura Indômita
Incontrolável
Toy Story 3
Tron – O Legado


MIXAGEM DE SOM

A Origem
A Rede Social
Bravura Indômita
O Discurso do Rei
Salt


EFEITOS VISUAIS

A Origem
Além da Vida
Alice no País das Maravilhas
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
Homem de Ferro 2


ROTEIRO ADAPTADO

127 Horas
A Rede Social
Bravura Indômita
Inverno da Alma
Toy Story 3


ROTEIRO ORIGINAL

A Origem
Another Year
Minhas Mães e meu Pai
O Discurso do Rei
O Vencedor

Comece a eleger os seus favoritos. O "bolão" do Cinema Sem Frescura será divulgado em breve.


24 de janeiro de 2011

Monty Phyton: Em Busca do Cálice Sagrado (1975)


O grupo de comédia estreou em 1969 fazendo séries na BBC com o ‘Flying Circus’, mas ficou realmente famoso com o seu primeiro filme, ‘Em Busca do Cálice Sagrado’. Pelo título, temos a ideia do que se trata o filme, a busca pelo Santo Graal. Só isso? Não! O filme é um sátira divertidíssima dos Cavaleiros da Távola Redonda em busca da relíquia.


Ele conta como o Rei Arthur (Graham Champman) e seus cavaleiros: Sir lancelot, o bravo (John Cleese); Sir Galahad, o casto (Michael Palin); Sir Bedevere, o sábio (Terry Jones); Sir Robin, o não-tão-bravo-quanto-Sir-Lancelot (Eric Idle); vão em busca do cálice e enfrentam várias perigos, como o Cavaleiro Negro, e os inesquecíveis Cavaleiros que Dizem 'Ni'!

Cada situação que eles passam são mais non-sense do que a outra. Eles andam a cavalos imaginários, enfrentam um monstro de animação (sim, animação de computador) e a vitória acontece de um jeito hilário e inusitado, entre várias outras cenas que só o humor desse grupo pode nos trazer. Detalhe para a "Santa Granada de Mão".

Alguns programas de humor, como Casseta & Planeta, Saturday Night Live, ou até Pânico, tentam, mas não conseguem chegar aos pés desses comediantes absolutamente doidos!


A atuação dos humoristas é a melhor que você vai ver em toda sua vida! As falas, escritas por eles mesmos, as caras, as vozes, tudo neles é perfeito... Na minha opinião, ou você vai achar ridículo, ou você vai chorar de rir.

Os efeitos especiais são cômicos e a trilha sonora é bem adaptada ao ambiente. A intenção não é chegar à perfeição, é escrachar tudo o que for possível, que é bem o estilo dos caras do Monty Phyton, e isso é o que é marcante e inesquecível neles.

Extremamente aclamado na época e até hoje, Monty Phyton em Busca do Cálice Sagrado: ame-o ou odeie-o.

23 de janeiro de 2011

BIUTIFUL (2010)

"Biutiful" era uma estreia bastante aguardada: muitos estavam ansiosos para ver o resultado da parceria entre o ator espanhol Javier Bardem e o diretor mexicano Alejandro Iñárritu (responsável por obras primas como "Babel", "21 Gramas" e um dos meus filmes preferidos, "Amores Brutos").

Cinema lotado, a plateia permaneceu em silêncio durante as duas horas e meia de exibição. A única exceção foi ouvir alguns comentários exaltando o talento do Javier Bardem quando o nome do ator apareceu nos créditos iniciais. Ninguém tinha certeza do que estava por vir, mas nesse ponto eles estavam cobertos de razão.

"Biutiful" não é um filme que você assiste para fugir da realidade... é a realidade nua e crua te encarando a todo instante. Você se sentirá na pele das milhões de pessoas que vivem à margem da sociedade, em todos os lugares do mundo.

Javier Bardem interpreta Uxbal, pai atencioso de duas crianças e morador de um subúrbio em Barcelona. Como se não bastassem as dificuldades do dia-a-dia, Uxbal ainda tem que lidar com o comportamento instável e bipolar de sua mulher Marambra. Ele garante o sustento da família através da economia informal, operando como intermediário para os empresários que exploram o trabalho dos imigrantes ilegais. Além dos seus talentos duvidosos, Uxbal também tem a habilidade psíquica para trocar mensagens entre pessoas recém-falecidas e seus familiares em luto. O estilo de vida caótico de Uxbal reflete sua principal condição - ele se sente preso entre o mundo espiritual e o mundo físico - e ao descobrir que tem câncer em estado terminal, temos a impressão de que o seu corpo está se rebelando contra sua forma de vida conflituosa.

Ao receber a notícia de que tem apenas dois meses de vida, Uxbal começa a procurar por uma pessoa de confiança para cuidar dos seus filhos após sua morte - e "Biutiful" nos mostra o sofrimento que o protagonista passa para colocar sua vida em ordem e cumprir essa missão aparentemente impossível, enquanto novos obstáculos aparecem na sua frente a todo instante. Quem já assistiu ao filme anterior do diretor Iñárritu - "Amores Brutos" - vai se sentir em território familiar ao ver o personagem Uxbal caminhando por um labirinto de ruas perigosas ocupadas por pessoas batalhando pela sobrevivência.

O filme é uma fusão de tristeza, risos, medo, susto, intensidade, e, por mais óbvio que pareça, beleza. A fotografia é um ponto alto: a câmera retrata com precisão o submundo de Barcelona e sua sociedade caótica e marginalizada. Javier Bardem atua de forma brilhante (merecidamente ganhou a o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes); ele consegue fazer o espectador se sentir na pele de Uxbal: à primeira vista um homem aproveitador, mas que, com o passar do tempo, mostra seus valores reais. O roteiro também é notável: assim como nos outros filmes do diretor Iñárritu, acompanhamos a história de diversas pessoas com pontos de vista diferentes e, no decorrer do filme, os caminhos desses personagens se cruzam de forma inacreditável.

A idéia por trás de "Biutiful" é que a vida, mesmo quando estiver arruinada e desiludida, ainda assim pode ser bela. O filme consegue criar um mito moderno - é quase um épico, e possivelmente um dos melhores filmes de 2010.



I Encontro do Cinema Sem Frescura

Hans / João / Juliana / Rainer / Paulo
Nesta última sexta, dia 21, ocorreu o primeiríssimo encontro (físico) oficial do blog Cinema Sem Frescura. Aproveitando que eu (João) estava em São Paulo, organizamos a reunião dos colaboradores oficiais do blog e divulgamos para nossos leitores também aparecerem lá.

Foi um sucesso. Quem conhece São Paulo, sabe que as proximidades da Rua Augusta (e a própria) tem um ou outro barzinho, lugar bem familiar, que nunca enche numa sexta à noite... e vejam só quantas pessoas aparecerem (abaixo), só por causa do Cinema Sem Frescura, juro!


O encontro foi realizado no Bar Dona Teresa, na rua Fernando Albuquerque, 57, próximo da Augusta. Marcaram presença também, na mesa principal, a Juliana Puccia, Hans Schults, Paulo Spinozza (amigo do Hans) e o nosso mais novo colaborador oficial, empossado no evento, Rainer Alves. Fez falta a presença do nosso Capitão, Diego Mercado, fica nos devendo pra próxima, pelo menos uma rodada de suco de cevada.

A Ju sugeriu o lugar. Cerveja Original na temperatura certa, Coca, Água de Coco, hamburger e a melhor batata (porção) frita que eu já comi na minha vida! Mas o melhor foi a companhia de todos. "Nem só de internet vive o Homem" (acho que tem algo parecido na bíblia...)


Quer saber quando é o próximo encontro? Todos os dias, aqui no blog. Sempre temos alguma novidade, faça a busca do que quiser.




Até a próxima!

Um baita abraço!

João Colombo

21 de janeiro de 2011

Estreias: Biutiful, Brasil Animado, O Turista, Zé Colméia, ...

Temos uma grande variedade de estréias essa semana! Confira!

BIUTIFUL (2010)

Catalunha. Uxbal (Javier Bardem) coordena vários negócios ilícitos, que incluem a venda de produtos nas ruas da cidade e a negociação do trabalho de um grupo de chineses, cujo custo é bem menor por não serem legalizados e viverem em condições precárias. Além disto, ele possui o dom de falar com os mortos e usa esta habilidade para cobrar das pessoas que desejam saber mais sobre seus entes que partiram há pouco tempo. Uxbal precisa conciliar sua agitada vida com o papel de pai de dois filhos, já que a mãe deles, Marambra (Maricel Álvarez), é instável. Até que, após sentir fortes dores por semanas, ele resolve ir ao hospital. Lá descobre que está com câncer e que tem poucos meses de vida.




BRASIL ANIMADO 3D (Brasil, 2011)

Stress é um empresário que sempre pensa em novas formas de enriquecer. Relax é um diretor de cinema, que sempre tenta convencer Stress a investir em seus projetos. Um dia Relax propõe que eles encontrem o grande jequitibá rosa, a árvore mais antiga do Brasil. Stress gosta da ideia, pois logo vê a possibilidade de ganhar dinheiro vendendo ingressos para visitá-la. Só que a dupla não tem a menor ideia de onde ela esteja. Desta forma, partem em viagem pelo Brasil dispostos a encontrá-la.







LIXO EXTRAORDINÁRIO (2010)

A relação entre dois segmentos extremos da sociedade carioca é o ponto de partida para o documentário. A relação entre lixo e arte aproxima o universo intelectual à tão diferente realidade das pessoas que colhem o lixo.
O documentário "Lixo Extraordinário" ("Waste land"), dirigido pela britânica Lucy Walker e pelos brasileiros João Jardim e Karen Harley, recebeu o prêmio da audiência Panorama no Festival de Cinema de Berlim. 







TIO BOONMEE, QUE PODE RECORDAR SUAS VIDAS PASSADAS (Lung Boonmee Raluek Chat, 2010)

Sofrendo de insuficiência renal, Tio Boonmee (Thanapat Saisaymar) resolveu passar os últimos dias de sua vida recolhido em uma casa perto da floresta, ao lado de entes queridos. Durante um jantar com a família, o espírito de sua esposa falecida aparece para ajudá-lo em sua jornada final. A eles se junta Boonsong, filho de Boonmee, que retorna após muito tempo metamorfoseado em outra forma de existência. Juntos, eles percorrerão o interior de uma caverna misteriosa, onde Boonmee nasceu em sua primeira vida.

Trailer




O TURISTA (The Tourist, 2010)

Johnny Depp atua como um turista americano cujos flertes brincalhões com uma estrangeira levam a uma rede de intriga, romance e perigo em "O Turista". Durante uma viagem improvisada à Europa para curar um coração partido, Frank (Depp) desenvolve uma inesperada relação amorosa com Elise (Angelina Jolie), uma mulher extraordinária que deliberadamente cruza o seu caminho. Tendo o excitante cenário de Paris e Veneza como pano de fundo, o intenso romance se desenvolve rapidamente na medida em que ambos se envolvem involuntariamente num jogo mortal como gato e rato.


Trailer


ZÉ COLMÉIA - O FILME (Yogi Bear 3D, 2011)

O parque Jellystone está perdendo visitantes, por isso o prefeito Brown (Andrew Daly) decide fechá-lo e vender suas terras. Isso quer dizer que as famílias não poderão mais apreciar a beleza da natureza – e pior, Zé Colmeia e seu amigo Catatau perderão a única casa que eles conhecem. Frente ao maior desafio de sua vida, Zé Colmeia terá que provar que ele realmente é “o mais esperto de todos os ursos” e com seu inseparável amigo Catatau, irá unir forças ao Guarda Smith (Tom Cavanagh) para encontrar uma saída e salvar o parque de ser fechado para sempre.


Trailer



Qual escolha de vocês? Temos ótimas estréias essa semana. Comente!

20 de janeiro de 2011

TOP 10 Filmes com crianças perigosas

O post de hoje é mais uma vez com a contribuição do nosso amigo Rainer Alves. Um TOP 10 bem diferente, bem diversificado e com uma idéia realmente muito bacana! Fala ai Rainer!

Não importa se o filme é de suspense ou terror, produções com criança perigosas ou malvadas costumam chamar atenção e gerar polêmica.

Essa lista reúne filmes variados (muitos deles controversos), de diversos países, que nos fazem refletir se a maldade dos protagonistas mirins realmente é algo que só acontece nas telas, e até que ponto ela é um reflexo da sociedade adulta.

Deixe as crianças longe da TV antes de assistir essa lista, e desejo a todos um bom filme!

10) A ÓRFÃ (Orphan, 2009)

Kate e John Coleman decidem adotar uma criança para dar novo fôlego a um casamento conturbado. Eles imediatamente se identificam com Esther, uma garota educada e prestativa que veio da Estônia. Com o tempo Kate percebe que a filha adotiva é manipuladora e tem distúrbios psicológicos. O marido se recusa a dar ouvidos à esposa e as feridas do casamento voltam à tona. Kate decide investigar a fundo o passado de Esther, e descobre que ela não é a a criança que todos imaginavam.
"A Órfã" me surpreendeu. Eu esperava um filme bobo, e assisti um excelente filme de terror com boas atuações e um ótimo roteiro. O filme é recheado de suspense e o 'twist' no final é realmente inesperado.

Trailer

9) O CHAMADO (Ringu, 1998)


Arrasada pela morte da sobrinha Tomoko, a repórter Reiko passa a ouvir histórias sobre uma fita de vídeo que mata a pessoa uma semana depois de assistí-la. A princípio ela não acredita nos boatos, mas depois de ficar sabendo que a amiga de Tomoko (que também viu o vídeo) morreu no mesmo instante, ela começa a investigar. Quando Reiko finalmente vê a fita, coisas estranhas começam a acontecer e ela tenta desesperadamente parar a bomba relógio e salvar sua própria vida.
"Ringu" deu origem a um remake nos EUA (grande sucesso nas bilheterias), mas nada melhor do que assistir o original e apreciar um ótimo exemplo do terror japonês. A maneira como o diretor utiliza os ângulos de câmera, a aparição repentina de personagens na cena, o uso de flashbacks misteriosos e momentos de silêncio absoluto fazem desse um ótimo filme do genêro.

Trailer

8) O ORFANATO (El Orfanato, 2007)


Laura e seu marido Carlos moram em um casarão antigo, que no passado abrigava o orfanato onde Laura cresceu. O filho do casal, Simón, insiste que ele tem cinco amigos "invisíveis" morando na casa, mas a mãe afirma que isso é apenas o resultado da mente de uma criança com imaginação fértil. Laura resolve reabrir o orfanato para cuidar de crianças com necessidades especiais e decide fazer uma festa. Seu filho Simón desaparece durante a comemoração, e o casal começa a sentir a presença de outras pessoas no casarão. Meses depois Laura convida uma equipe de parapsicólogos para desvendar o mistério.
O espanhol "O Orfanato" é um filme incrível para quem gosta de suspense: muito bem feito, assustador, com uma atmosfera inquietante, e ótima direção. Tive a sorte de vê-lo no cinema, e nunca vi a platéia tão perplexa durante um filme antes. Altamente recomendado.



Trailer

7) O SENHOR DAS MOSCAS (Lord of the Flies, 1963)


Um grupo de garotos é abandonado em uma ilha deserta após a queda do avião em que viajavam. Sem a ajuda de nenhum adulto, eles criam uma sociedade com regras próprias. Ralph é eleito "chefe", responsável por providenciar abrigo e fogo. Jack, por outro lado, vai à caça de comida com seus companheiros. Uma rivalidade perigosa se forma entre Jack e Raph já que os dois querem mandar no grupo. Os "caçadores", sob o comando de Jack, se tornam selvagens e violentos, enquanto Ralph tenta manter seus amigos calmos e pacíficos. A hostilidade entre os dois grupos leva os sobreviventes a uma disputa assustadora e sangrenta.
A atuação de crianças sem experiência com cinema é algo que torna esse filme brilhante, muito superior à terrível refilmagem da década de 90. Mesmo 40 anos depois de ter sido feito, a história ainda nos faz refletir sobre o que se passa na mente das crianças, e até que ponto o drama dos garotos é na verdade um reflexo para a violência da sociedade atual.

Trailer

6) A PROFECIA (The Omen, 1976)


Robert Thorn (interpretado por Gregory Peck) é o embaixador americano na Itália, e nada parece faltar em sua vida. Ele e sua esposa decidem ter um filho, mas infelizmente a mulher sofre um aborto prematuro. Robert recebe a visita de um padre ainda no hospital, que sugere a adoção de uma criança saudável cuja mãe morreu durante o parto. Sem avisar a esposa, Robert aceita e coloca o bebê no lugar. A ocorrência de eventos estranhos depois que a família se muda para Londres fazem Robert acreditar que a criança adotada no hospital italiano é a encarnação do mal.
O ponto alto do filme são as ótimas atuações dos atores principais, principalmente o ator mirim que interpreta o garoto Damien. "A Profecia" continua sendo um dos grandes marcos do terror, mesmo 35 anos após seu lançamento. Ganhador do Oscar de melhor trilha sonora.

Trailer

5) A ESPINHA DO DIABO (El Espinazo del Diablo, 2001)


O ano é 1939, e a guerra civil espanhola se aproxima do seu fim sangrento. Carlos, um garoto de 10 anos que perdeu os pais na guerra, é abandonado em um orfanato distante. Ele aceita seu destino com bravura, apesar das dificuldades encontradas pela escola, do 'bullying' que ele sofre de colegas de classe, e de um professor abusivo. Como se isso não bastasse, Carlos passa a ser assombrado pelo fantasma de um garoto cujo passado é coberto de mistério. O fantasma Santi alerta que muitos morrerão em breve, mas com o tempo fica claro que a previsão do fantasma sobre quem irá morrer e sobre a verdadeira fonte de perigo pode ser mais ambígua do que todos imaginavam.
Esse é um ótimo exemplo de que é possível criar um excelente filme de terror sem cair no estereótipo. Três ou quatro histórias se fundem perfeitamente, tendo como pano de fundo imagens belíssimas, a guerra civil espanhola e os corredores assombrados de um orfanato para crianças abandonadas. Pura poesia - mortalidade, amor, ódio, ciúme, egoísmo e redenção - são muito bem explorados nessa produção do diretor Guillermo del Toro.

Trailer

4) O EXORCISTA (The Exorcist, 1973)


Algo pior que a definição do Mal está acontecendo no quarto da garota Regan. Ela mudou radicalmente de aparência e na forma de agir, e reage de forma violenta com qualquer pessoa que se aproxima dela. Preocupada, sua mãe entra em contato com um padre, que afirma que Regan está possuída. Padre Merrin, o melhor padre capaz de lidar como exorcismos, é chamado para tentar salvar Regan do demônio que a possuiu.
Sem dúvida um dos melhores filmes de terror já feitos, "O Exorcista" é um clássico nesse gênero. É um filme que tem uma história completa, ao contrário de muitos filmes de terror que são lançados quase 40 anos depois. Na época ele foi inédito ao lidar com temas polêmicos envolvendo religião, e até hoje suas atuações, direção e fotografia brilhantes surpreendem aqueles que o assistem.

Trailer

3) O BEBÊ DE ROSEMARY (Rosemary's Baby, 1968)


O casal Rosemary e Guy Woodhouse mudam-se para um antigo apartamento no centro de Manhattan. Eles descobrem que os vizinhos são um simpático casal de idosos, e Guy passa boa parte do tempo com eles. Coisas estranham começam a acontecer: uma mulher que Rosemary encontra no prédio morre de forma misteriosa, além disso Rosemary tem sonhos estranhos e ouve ruídos desconhecidos. Enquanto isso seu marido fica cada vez mais ausente e distante. Quando Rosemary fica grávida, ela passa a suspeitar que os vizinhos têm planos especiais para a sua criança.

"O Bebê de Rosemary" é um filme que beira a perfeição não apenas no gênero suspense/terror. A atuação de Mia Farrow como Rosemary faz com que o espectador se preocupe e identifique com ela. A fotografia é impecável, a direção de Roman Polanski é sutil e certeira, e temos ainda uma trilha sonora que combina com cada minuto do filme. Imperdível.

Trailer

2) A FITA BRANCA (Das Weisse Band, 2009)


Uma série de incidentes misteriosos acontecem em um pequeno vilarejo alemão, em plena Primeira Guerra Mundial. Um cavalo tropeça em um fio e arremesa longe seu dono; uma mulher morre após sofrer uma queda inexplicável; o filho do barão local é pendurado de cabeça para baixo em uma plantação; pais passam a bater e maltrar seus filhos; um homem fica cruel com sua esposa sofredora; pessoas desaparecem. Uma das moradores do povoado narra a história e tenta investigar a ligação entre esses acidentes. Os crimes foram premeditados? Será que as crianças realmente do vilarejo são tão inocentes quanto aparentam?

Filmado em preto-e-branco, "A Fita Branca" analisa cuidadosamente duas perguntas muito comuns: o que torna uma pessoa má? Até que ponto o ambiente e a repressão afetam sua personalidade? Trata-se de um filme polêmico (do igualmente polêmico diretor alemão Michael Haneke), que dividiu opiniões e críticos ao redor do mundo. Vencedor da Palma de Ouro em Cannes e indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e de melhor fotografia.


Trailer

1) BATALHA REAL (Batoru Rowaiaru, 2000)




Na virada do milênio, o Japão é um país à beira do colapso. O desemprego atinge níveis jamais vistos, e a violência entre jovens está fora de controle. Estudantes boicotam as aulas e abusam da violência contra seus professores. O governo, praticamente derrotado, decide implementar uma medida radical: a lei "Battle Royale" exige que um grupo de estudantes escolhidos aleatoriamente seja levado para uma ilha deserta e forçado a lutar entre si até a morte. A lei afirma que apenas um adolescente poderá sobreviver. Ele (ou ela) retornarão à sociedade, não como vitorioso, mas como prova das medidas drásticas que o governo foi obrigado a adotar para conter a desobediência juvenil.
Se alguém procurava por um dos filmes que inspirou "Kill Bill", esse é o melhor exemplo. O próprio Tarantino afirmou "Se eu pudesse escolher um filme para dirigir desde que comecei nessa profissão, teria sido Battle Royale". É um filme polêmico, que lida com situações extremas, e que é capaz de nos transportar até um mundo utópico em que a violência parece ser a única solução para uma sociedade que perdeu o controle. Recomendado para quem aprecia filmes emocionantes e com uma história diferente de tudo o que você já viu. 

Trailer



Quais dessas crianças você já viu por aí? Acrescentaria alguma outra? Comente aí!

19 de janeiro de 2011

MirrorMask: A Máscara da Ilusão (2005)


Baseado na obra de Neil Gaiman (de Sandman), MirrorMask, ou, A Máscara da Ilusão, como foi traduzido para o Brasil é um filme que deve ser visto antes de morrer!

Helena (Stephanie Leonidas, de Yes) é filha de donos de circo, mas gostaria de ter uma vida normal. Subitamente, sua mãe, Joanne (Gina McKee, de Desejo e Reparação) adoece e, no dia seguinte, Helena acorda em um mundo paralelo ao seu, onde tudo é igual e diferente ao mesmo tempo, monstros e bestas são vistos normalmente passeando pela cidade, os habitantes usam máscaras e não mostram seu rosto (o que faz de Helena um ser estranho naquele mundo), gigantes existem, uma sombra negra devora tudo e livros ganham vida.

Mas nem tudo era assim. O caos começou após a Rainha da Luz adoecer e a Rainha da Escuridão, sua irmã gêmea, tomar posse desse mundo. 

Ao chegar nesse lugar estranho, Helena descobre que sua mãe, nesse seu mundo, é a Rainha da Luz e cabe somente a ela salvar sua mãe, em ambos os mundos e, conseqüentemente, destruir a Rainha da Escuridão.

Ela faz amizade com um dos habitantes mascarados, Valentine (Jason Barry, de Titanic) que a ajuda em sua empreitada para achar a Máscara do Espelho, que é a única salvação para sua mãe, a Rainha e o mundo.

É imaginativo e surreal. Neil Gaiman e DaveMcKean dão vida ao mundo já conhecido em suas HQs, e como acontece nos quadrinhos, no filme não podia ser diferente, não é aceito ou compreendido pelo público "normal", que acha que filme bom é Todo Mundo em Pânico (desculpem-me aqueles que gostam), pois, é uma mistura de graphic novel com temática gótica, onde o real e o imaginário andam lado a lado; tudo e nada fazem sentido ao mesmo tempo.

Não é um filme complexo, a narrativa é linear, não tão misterioso como outras histórias de Gaiman. No entanto, mundos paralelos e homônimos em universos diferentes pode não ser o gênero preferido do público em geral.

Os efeitos especiais são "quadrados", não chegando a ser a última tecnologia da época, mas a intensão de ser surreal parte daí, trazer ao espectador algo que não possa ser comparado ao real em muitos aspectos, o que, na minha opinião, é o que chama atenção no filme (além de histórias sobre mundos paralelos que eu adoro).

Quem já leu O Talismã, de Stephen King e Peter Straub pode achar bem semelhante com a história desse filme, e se você viu o filme e gostou, ta aí uma ótima dica de livro.

Esse sim é um filme que deve ser visto antes de morrer!

E você, já viu? Vai ver? Comente!


18 de janeiro de 2011

MEU MALVADO FAVORITO (Despicable Me, 2010)

O filme que tem destaque hoje é Meu Malvado Favorito, já citado anteriormente nos Melhores filmes de 2010. Não é a toa que esse filme entrou na nossa lista, pois foi indicado ao Globo de Ouro, como melhor filme de animação (não ganhou, o prêmio foi para Toy Story 3. E tem mais, é a estréia da Illumination Entertainment, que promete trazer muito mais animação e emoção em breve.

Gru é o malvado número 1. De tudo que faz sempre há um pouco de maldade por trás e até seu carro e seu cachorro são do mal. Durante um dia comum, ele descobre que não é mais o malvado número 1, pois alguém roubou as pirâmides do Egito e ninguém sabe quem foi.
Em busca de voltar ao topo e ser o número 1 de novo, Gru decide roubar a lua usando um raio encolhedor e trazer ela para junto de seu QG, o subsolo de sua casa. Enquanto busca patrocínio para esse plano malvado, Gru descobre quem roubou as pirâmides e pior, após conseguir o tal do raio encolhedor, o ladrão das pirâmides rouba o raio dele.

Vetor, o ladrão das pirâmides tem novos planos para o raio encolhedor e vai protegê-lo de Gru a todo custo em sua casa, que mais se parece com uma forteza. Sem muita saída, Gru precisa de um novo plano e descobrir uma fraqueza de seu arqui-inimigo o quanto antes.

E ele descobre. Vetor é apaixonado por biscoitos que são vendidos de porta em porta por garotas do orfanato e essa é a brecha que Gru estava esperando. Ele então decide adotar as garotas (Margo, Edith e Agnes) do orfanato para conseguir de alguma forma se infiltrar na fortaleza de Vetor.
O que Gru não esperava é que as garotas teriam personalidade forte, temperamento frágil e muita necessidade de atenção. Mas ele é mal e não se deixa levar por isso. Será?

O que vem a seguir é uma sequência de grandes aventuras, muita emoção e também de muita maldade. Gru e as meninas vão aprender que para ser feliz não é preciso muito e que todos nós podemos ter uma criança interior.

Vale a pena também, pois assim como muitos filmes e desenhos atuais, nos mostra como é importante a família na vida das pessoas e como é bom acreditar nos seus sonhos, independentes se eles forem bons ou, no caso de Gru, não tão bons assim.

Em geral é mais uma animação que vale a pena assistir, não só pelas risadas, mas também por toda emoção e entretenimento que um filme pode ter.

Já viu essa animação? O que achou? Acha que o Globo de Ouro devia ser desse filme? Comente!



Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog