29 de setembro de 2008

Era Uma Vez no Oeste (Once Upon a Time in The West, 1968)


O glorioso filme de Sergio Leonne, com a obra prima sonora de Ennio Moriconne, é, até hoje, referência para todos os filmes do gênero western, incluindo filmes do próprio Leonne. Edição, fotografia, direção de arte, direção, produção, é tudo impecável. Os mais novos westerns do Cinema, Sangue Negro (There will be blood - com Daniel Day Lewis) e Os Indomáveis (3:10 to Yuma - com Christian Bale e Russel Crowe)  utilizam o mesmo tipo de linguagem utilizados nos "bang-bang" italianos.

O filme conta uma história cheia de mistérios, que não vou me ater a explicar, pois perderia o charme de descobrir tudo por conta própria. Durante o filme, algumas questões surgem: Por que um homem mora no meio do nada? Quais os reais interesses de sua noiva? Quem é o sujeito que toca harmônica e por quê está atrás de Frank? Quem é Frank, por que se passa por um Cheyenne? Quem são os Cheyenne? Essas e outras perguntas surgem e são respondidas ao longo da narrativa densa de Leonne.

Vale a pena conferir o maior clássico western de todos os tempos, não só pela direção e pela história em si, mas também pela impressionante atuação de Charles Bronson e Henry Fonda. Você vai sentir saudades de um tempo que não viveu. Você se sente parte do velho oeste americano.

Até a próxima.

2 comentários:

pen*ka*la disse...

eu não gosto particularmente de westerns. meu interesse é puramente científico. adoro westerns pra estudar história do cinema, cultura norte-americana e, no caso de ERA UMA VEZ, pra estudar linguagem, como tu já deve ter percebido pelas aulas.

esse filme é tão perfeito que eu jamais saberia por onde começar uma análise. e o enio é a cereja em cima, né?

enio é gênio, e nem tem como explicar. o dom que aquele véi tem é tão raro que eu fico até triste que ele esteja mais pro fim do que pro começo da vida...

(um gênio da música absolutamente silencioso e low profile...)

João M. D. Colombo disse...

Quase chorei quando vi que ele veio pro Brasil esse ano e nem passou aqui perto...

Receba no seu e-mail - Cadastre-se!

Mais Lidos do blog